A minha embala


A minha embala
 é um projecto de Aline Frazão (voz, guitarra) e César Herranz (flauta transversal, percursão), ao encontro das expressões musicais dos diferentes países de língua portuguesa.

Movemo-nos no universo musical de Angola, Cabo Verde, Brasil, Portugal e Galiza, cantando em português, crioulo, kimbundu e umbundu.

O nome “A minha embala” surgiu muitos meses depois do nascimento do grupo.
“Embala” é uma palavra do português de Angola que vem do kimbundu “bwala”. Uma bwala é uma comunidade, uma aldeia, um bairro.
A ideia deste nome vem de um poema de Alexandre Dáskalos musicado pela Aline, “Que é S.Tomé”.

 

 

“A minha embala para mim é esperança, angola galega, segóvia galega, galiza angolanada, galiza asegoviada, a música gizando borrachas sobre as linhas dos mapas”. – Valentim Fagim

“Aline e César, César e Aline, souberon facer de A minha embala algo máis que un proxecto musical (que xa é moito). Malia ser algo intanxible, para min A minha embala supón unha referencia onde a música é a transmisora, pero que ten significados moi fondos: a través da música e da lingua “A minha embala” acolle, une, anima, compromete, divirte, entenrece, emociona… A miña sociedade ideal sería talmente como A minha embala. “A minha embala” é a casa que amamos, na que nos sentimos a gusto e á que queremos invitar a toda a nosa xente querida”. – Jorge Castro Ruso

“O primeira vez que ouvi A minha embala fiquei com os pelos eriçados e continuam cada vez que ouço algo deles. Além de ser A minha embala onde se encontra toda a lusofonia”. – Neomi Pinheira

Artigos recentes

  1. A minha embala em concerto! Deixar uma resposta
  2. Já podes descarregar AQUI o nosso disco em CC Deixar uma resposta
  3. Apresentação do disco HOJE na Casa das Crechas 2 respostas
  4. O que é “A minha embala” para ti? 1 resposta